quarta-feira, agosto 10, 2022
spot_img
InícioSaúde e FitnessCirurgia realizada em 30 minutos, devolve sons ambientes e de fala a...

Cirurgia realizada em 30 minutos, devolve sons ambientes e de fala a deficientes auditivos

Hospital Paulista tira todas as dúvidas sobre o Implante de Próteses Auditivas Ancoradas no Osso

A surdez pode ser definida como a dificuldade ou impossibilidade de captar, conduzir ou perceber os estímulos sonoros do ambiente. Com diferentes tipos e graus, pode trazer diversos danos à qualidade de vida das pessoas, impactando a comunicação e relações interpessoais.

Hoje em dia, no entanto, graças aos avanços científicos e tecnológicos, existe uma série de tratamentos e procedimentos que auxiliam na redução destas dificuldades, possibilitando que deficientes auditivos tenham mais autonomia na comunicação. Uma dessas opções é o Implante de Próteses Auditivas Ancoradas no Osso, uma cirurgia realizada em poucos minutos e capaz de devolver o acesso aos sons ambientes e de fala.

A fonoaudióloga Sabrina Figueiredo, do Hospital Paulista de Otorrinolaringologia, explica que a prótese, de titânio, é fixada cirurgicamente no osso temporal — atrás da orelha. “É um procedimento que tem ajudado milhares de adultos e crianças em todo o mundo a se comunicarem melhor. Esse dispositivo faz a tradução do som acústico para estímulos mecânicos, e, por meio destas vibrações, o sinal é conduzido pela via óssea até o órgão auditivo interno – a cóclea”, ressalta.

Segundo a especialista, o implante é indicado quando o uso de soluções convencionais, como aparelhos auditivos de amplificação sonora individual, não é possível. A rejeição pode a estes aparelhos pode acontecer por diversos motivos, dentre eles alteração anatômica, otite média crônica e surdez unilateral, entre outros.

Vantagens

Sabrina explica que o uso do dispositivo pode ser iniciado na primeira infância, logo que a perda auditiva (tipo condutiva ou mista) é diagnosticada. Nestes casos, ao invés do procedimento cirúrgico, o uso é feito através de um aparelho — processador externo –, que é posicionado na criança por meio de uma faixa elástica que segura o dispositivo.

“Ele capta os sons do ambiente e transmite para o ouvido por vibração. Dessa forma, o bebê pode ter acesso aos sons e desenvolver a fala e linguagem oral.”

A cirurgia, por sua vez, é indicada quando a calota craniana — parte de cima do osso do crânio — chega à espessura segura para o procedimento cirúrgico, o que costuma acontecer quando a criança já tem cerca de 5 anos.

Uma das grandes vantagens é a possibilidade do teste antes da cirurgia, para que o paciente conheça o benefício do dispositivo. “Ele tem a possibilidade de experimentar e simular o real ganho auditivo antes da cirurgia”, explica a fono.

Procedimento

A cirurgia é realizada por meio de uma pequena incisão de aproximadamente 4 cm atrás e acima da orelha, na região do couro cabeludo. A duração média do procedimento é de aproximadamente 30 minutos e os pontos ficam escondidos pelo cabelo, podendo ser retirados em 10 dias.

Após o implante, o processador pode ser ativado em cerca de seis semanas, para pacientes adultos, e em torno de três meses, em casos de crianças. “O período é necessário para ocorrer a adequada fixação do implante de titânio no osso, chamada de osseointegração.”

Sabrina destaca que, hoje em dia, os dispositivos auditivos implantáveis dispõem de tecnologia avançada, possibilitando ajustes, conectividade e transmissão direta dos sons por Bluetooth, similares aos fones de ouvido.

“O resultado pode ser simulado pelo teste pré-operatório. No Hospital Paulista, são realizadas avaliações para este tipo de dispositivo e demais soluções auditivas para todos os tipos e graus de perdas que impactem negativamente na comunicação e qualidade de vida das pessoas”, finaliza a especialista.

Sobre o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia

Fundado em 1974, o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia, possui mais de 40 anos de tradição no atendimento especializado em ouvido, nariz e garganta e durante sua trajetória, ampliou sua competência para outros segmentos, com destaque para Fonoaudiologia, Alergia Respiratória e Imunologia, Distúrbios do Sono, procedimentos para Cirurgia Cérvico-Facial, bem como Buco Maxilo Facial.

Em localização privilegiada, a 300 metros da estação Hospital São Paulo (linha 5-Lilás) e a 800 metros da estação Santa Cruz (linha 1-Azul/linha 5-Lilás), possui 42 leitos, UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 10 salas cirúrgicas, realizando em média, mensalmente, 500 cirurgias, 7.500 consultas no ambulatório e pronto-socorro e, aproximadamente, 1.500 exames especializados.

Referência em seu segmento e com alta resolutividade, conta com um completo Centro de Medicina Diagnóstica em Otorrinolaringologia, assim como um Ambulatório de Olfato e Paladar, especializado no diagnóstico e tratamento de pacientes com perda total ou parcial dos sentidos. Dispõe de profissionais de alta capacidade oferecendo excelentes condições de suporte especializado 24 horas por dia.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments