sábado, agosto 13, 2022
spot_img
InícioEconomiaPedidos de recuperação judicial caem 38,9% em fevereiro, revela Serasa Experian

Pedidos de recuperação judicial caem 38,9% em fevereiro, revela Serasa Experian

Segmento de Comércio registra baixa, mas ainda lidera os requerimentos

O mês de fevereiro registrou 55 solicitações de recuperação judicial que, frente às 90 requisições feitas no mesmo período de 2021, revelam uma queda expressiva de 38,9%. De acordo com o Indicador de Falências e Recuperação Judicial da Serasa Experian, todos os segmentos marcaram baixa, ainda assim, o setor de Comércio se destacou. Confira os dados completos na tabela a seguir: 

O economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, explica que apesar da queda geral acentuada é preciso analisar o contexto, pois a base de comparação foi distorcida, já que os pedidos de Janeiro/21 ficaram represados enquanto os empreendedores esperavam a nova Lei de Falências e Recuperação Judicial entrar em vigor. “Em 2021 as solicitações que seriam feitas em Janeiro se acumularam no mês de Fevereiro, somando um alto número de pedidos. Por isso, a comparação anual desse índice (fev/21 x fev/22) registra uma retração tão expressiva”.

A análise por portes mostrou que os micro e pequenos negócios, apesar de registrarem o maior número de pedidos, tiveram melhora indo de 71 requisições em fevereiro de 2021 para 35 no mesmo mês de 2022. As empresas de tamanho médio se mantiveram estáveis, com 15 pedidos, enquanto as grandes marcaram leve aumento, indo de 4 para 5 solicitações.

Pedidos de falência também têm retração em fevereiro 

Ainda na análise ano a ano (fev/21 x fev/22) o índice revelou que os pedidos de falências caíram de 84 para 62, significando uma queda de 26,2%. O cenário por porte também foi de retração, mas as MPEs seguem liderando as requisições mesmo com diminuição, de 43 para 33. Os negócios de médio porte foram de 19 pedidos para 16 e os grandes de 22 para 13. No recorte por setor são as empresas de Serviços que têm destaque, mas o segmento de Comércio foi o único a ter aumento. Veja as informações na íntegra na tabela abaixo:

Para conferir mais informações e a série histórica do indicador, clique aqui.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments