sábado, agosto 13, 2022
spot_img
InícioEconomiaProdutor gaúcho contorna impactos da seca com irrigação e tem alta produtividade

Produtor gaúcho contorna impactos da seca com irrigação e tem alta produtividade

Enquanto o Rio Grande do Sul calcula bilhões de reais em prejuízos na atual safra, agricultor que investiu em pivô teve colheita superior 253 sacas de milho por HA e ainda teve ganhos com a economia de energia elétrica

Os Estados do Sul do Brasil têm sido duramente castigados com a falta de chuva e altas temperaturas nos últimos meses. Segundo o boletim da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), somente nas safras de soja e milho, o Rio Grande do Sul terá uma perda de R$ 33 bilhões em consequência da seca que assola a região desde o final de 2021. Somente na cultura de milho, a produção calculada é de 2,7 milhões de toneladas, redução de 54,7% em relação às primeiras projeções, totalizando quase 100 mil produtores afetados.

Na contramão deste cenário está Agro Zanatta, propriedade familiar localizada em Vila Maria/RS, gerida pelos irmãos Rafael e Ricardo Zanatta juntamente com seus pais. Enquanto seus pares contabilizam enormes prejuízos no cultivo do cereal, ele atingiu a produção de 253 sacas por hectare, qual o segredo? Investimento em pivôs de irrigação. “A irrigação elevou os tetos de produtividade, hoje o resultado nem se compara a média de 20 sc/ha das áreas não irrigadas”, destacou Rafael.

Segundo ele, a escolha pela aquisição de pivô para irrigação se atribuiu a uma soma de fatores, mas o principal deles foi a falta de chuva nas últimas três safras que tem castigado sua região. Após muitas pesquisas e contas buscando as melhorias da fazenda, ele percebeu que o investimento no equipamento seria fundamental e traria rápido retorno. “Além da boa produtividade, o principal ganho direto que a irrigação nos trouxe é que agora temos a segurança na safra com a produção garantida”, ressaltou.

Atualmente ele tem 32 hectares irrigados, onde são cultivados soja, feijão e milho. Também há o plantio de trigo e aveia e a criação de suínos. A estratégia de diversificar a produção, de acordo com o produtor, é gerar mais renda dentro da propriedade. Embora tenha apenas um pivô Zimmatic by Lindsay, a ideia é futuramente ampliar a área irrigada.

Tecnologia agregada

Em busca de um manejo cada vez mais assertivo, além das tecnologias dos pivôs Zimmatic, Zanatta também utiliza o FieldNET by Lindsay. A solução facilita a programação e controle da irrigação a distância. Por meio de um smartphone, tablet ou computador, o produtor tem ao alcance das mãos informações e orientações valiosas sobre a irrigação, que vão ajudá-lo a otimizar o rendimento e maximizar a lucratividade de sua fazenda. “Em qualquer lugar que tenha acesso à internet, eu consigo manusear e observar o desempenho do pivô. Coisa que eu teria que estar presente no local para fazer esse manejo”, diz Rafael.

Além da facilidade de programação do pivô e controle remoto da irrigação, a Agro Zanatta também está inserida no programa de energia elétrica, no qual, tem conseguido economizar até 60% no valor da conta, já que é possível programar a irrigação para o período “fora de pico”, entre as 21h30 às 06h da manhã. “Ligo e desligo o pivô à distância, isso é uma grande vantagem. Hoje uso e recomendo aos produtores aqui da região, pois se há disponibilidade de água, e com ajuda e orientação de bons profissionais no assunto, a implementação do projeto vai trazer muitos resultados e benefícios”, reforça o agricultor.

Ajuda profissional

Todo o suporte, orientação e instalação do projeto de irrigação na Agro Zanatta foi realizado pela SIA Representações de Equipamentos LTDA. “Quando fomos implantar o sistema de irrigação, um dos pontos que nos direcionou para a Lindsay, foi por conversa com outros produtores que também tinham pivôs Zimmatic, e estavam satisfeitos com os resultados e o suporte pós-vendas e assim assim feito”, lembra Rafael.

Atualmente a SIA Representações tem sua loja principal localizada em Erechim/RS, e também conta com postos de atendimento nos municípios gaúchos de Vacaria, Lagoa Vermelha, Passo Fundo e Campo Novo. Há ainda uma unidade de atendimento em Videira/SC. Segundo Marcos Vinicius de Quadros, sócio proprietário da revenda, eles trabalham com os projetos de irrigação por pivô e por aspersão.

Além disso, acompanham e dão suporte em outros modelos ambientais, montagem e assistência técnica, e ainda realizam o fornecimento de produtos elétricos, hidráulicos e peças de reposição para pivô. “A irrigação tem uma importância imensa, na economia, não só em nossa região, mas também em todo o estado, já que o agronegócio tanto em Santa Catarina quanto no Rio Grande Do Sul, é responsável por mais de 30% do faturamento e a irrigação é fundamental por dar segurança para o produtor”, diz Quadros.

Ainda de acordo com o especialista, houve nas últimas safras maior procura por pivôs de irrigação. Isso se atribui a dois motivos: o primeiro é que há uma maior conscientização por parte dos agricultores que a lavoura se tornou um grande negócio, e como tal precisa ser administrada como uma empresa, tendo metas e parâmetros. O segundo fator é a falta de chuva. “A irrigação é uma ferramenta que traz grande segurança. É um investimento que o produtor faz com a certeza que vai recuperar dinheiro e ainda vai ter uma boa margem de lucro. Aqui em nossa região, não há mais muitas áreas para crescimento horizontal, esse avanço precisa ser vertical e hoje o pivô é uma solução eficiente nesse sentido”, finaliza o diretor da SIA.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments