terça-feira, agosto 16, 2022
spot_img
InícioSaúde e FitnessDIU Kyleena ou Implanton? Qual o melhor anticoncepcional

DIU Kyleena ou Implanton? Qual o melhor anticoncepcional

Muita gente já sabe que quando o assunto é método contraceptivo, temos diversas opções.

Segundo dados do IBGE, a maioria das mulheres brasileiras utilizam a pílula para evitar a gravidez, mas é importante ressaltar que outros métodos vem ganhando espaço nos últimos anos, não só por sua duração, como também pelas menores taxas de falha.

Por isso, nós vamos descrever aqui dois métodos que estão em alta no mundo dos anticoncepcionais: o DIU Kyleena e o Implanon.

O DIU Kyleena é uma das opções mais modernas encontradas no mercado atual, chegou no Brasil em maio de 2020, mas já disponível em outros países há algum tempo.

Outra opção que também se destaca nessa era mais moderna é o Implanon, um tipo de implante hormonal subcutâneo com a finalidade contraceptiva.

No texto a seguir, iremos destrinchar o mecanismo de ação e as principais vantagens desses dois métodos anticoncepcionais, além de suas diferenças.

Vamos lá?

DIU Kyleena

No Brasil, atualmente temos duas opções de DIU hormonais, que liberam levonorgestrel: o DIU Mirena e o DIU Kyleena.

Ambos liberam o progestagênio de forma diária, atuando no afinamento do endométrio (camada interna do útero) e no espessamento do muco do colo uterino.

Todos esses fatores citados acima acabam por dificultar a ascensão dos espermatozoides pelo canal cervical e, com isso, promovem um ambiente desfavorável para a fecundação.

É interessante ressaltar que o bloqueio da ovulação também pode ocorrer em alguns casos, mas não obrigatoriamente.

O DIU hormonal também modifica o padrão menstrual da mulher, sendo que a maioria delas, passa a ter redução do fluxo da menstruação.

A diferença entre o DIU Mirena e o DIU Kyleena é o fato do segundo liberar uma taxa menor de hormônios no corpo da mulher. Além disso, ele possui um diâmetro e comprimento menores em comparação ao convencional.

Como esse modelo oferece uma menor quantidade de liberação hormonal, a absorção sistêmica tende a diminuir também, o que acaba reduzindo os possíveis efeitos colaterais nas pessoas mais sensíveis.

É preciso salientar ainda que os pacientes que necessitam de um controle menstrual mais rigoroso por apresentarem fluxo menstrual intenso, podem se adaptar melhor ao DIU Mirena pela questão do sangramento.

Sua inserção pode ser feita em consultório médico ou em ambiente hospitalar, sob sedação venosa.

Implanon

Outro método contraceptivo muito eficiente e requisitado atualmente é o Implanon, isso principalmente por sua ação prolongada e reversível.

Ele nada mais é que um dispositivo anticoncepcional implantado no braço da mulher, em forma de bastão com 4 cm de comprimento e 2 de milímetros de diâmetro.

Ele oferece a liberação do progestágeno continuamente, o que acaba inibindo a ovulação, além de agir no útero afinando o endométrio e alterando o muco cervical, tornando-o mais espesso, o que cria um ambiente hostil a passagem dos espermatozoides.

O Implanon é considerado o método anticoncepcional mais seguro da atualidade, sendo sua taxa de falha em torno de 0,05%, inferior até quando comparado à laqueadura.

Sua inserção é realizada em consultório médico, sob anestesia local, praticamente indolor.

O que há em comum entre DIU Kyleena e Implanon

Ambos os anticoncepcionais apresentam algumas características semelhantes, destacando-se:

  • Contém progesterona isolada, sem estrogênio
  • Longa duração
  • Reversível
  • Alta eficácia (Taxa de Falha do Implanon 0,05% – DIU Kyleena 0,2%)
  • Disponível a mulheres de todas as faixas etárias
  • Podem causar menstruação irregular (sangramentos tipo escape, irregular)

Diferenças entre DIU Kyleena e Implanon

Agora vamos falar um pouco sobre as diferenças entre os dois métodos:

  • Tempo de duração: Implanon 3 anos / DIU Kyleena 5 anos
  • Implanon têm taxa de falha menor do que o DIU
  • Implanon bloqueia a ovulação, isso auxilia mais mulheres que sofrem com sintomas da TPM (tensão pré menstrual)
  • DIU Kyleena por ter uma ação mais local (dentro do útero), nem sempre consegue bloquear a ovulação, o que pode não auxiliar no tratamento da TPM
  • Apesar de ambos poderem reduzir o fluxo menstrual, o DIU Kyleena tem taxas de amenorreia (ausência de menstruação) maiores que o Implanon
  • DIU Kyleena tem maior taxa de expulsão

Conclusão

Após a leitura do texto, conseguimos entender um pouco mais sobre essas duas opções modernas de anticoncepcionais.

Apesar de algumas diferenças, tanto o DIU Kyleena quanto o Implanon são excelentes alternativas, visto sua praticidade e adequação a rotina corrida da mulher moderna.

É importante ressaltar que, se você está interessada em iniciar um método contraceptivo ou até mesmo trocar por outro, é muito importante conversar com a sua ginecologista para descobrirem juntas qual seria a opção mais adequada.

Apenas sua ginecologista poderá tirar todas as suas dúvidas sobre os métodos contraceptivos, além de poder analisar o seu caso individualmente, recomendando o anticoncepcional ideal para você.

Espero que tenham gostado do artigo! Até breve!

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments