terça-feira, agosto 16, 2022
spot_img
InícioArteBalé da Cidade participa da Semana Paulista de Dança no MASP, dia...

Balé da Cidade participa da Semana Paulista de Dança no MASP, dia 27 de agosto

Entre as coreografias apresentadas estão ISSO DÁ UM BAILE!, MUYRAKYTÃ e a inédita KADÁ  

O Balé da Cidade apresentará na Semana Paulista de Dança, no dia 27 de agosto, sábado, os espetáculos ISSO DÁ UM BAILE! no vão livre do Masp, às 15h30, e  MUYRAKYTÃ, além da estreia mundial da coreografia KADÁ no auditório MASP Klabin. A semana, que tem  curadoria de Anselmo Zolla, terá ingressos disponíveis gratuitamente, com retirada duas horas antes do evento.

Isso dá um Baile tem como inspiração um estilo de dança que surgiu de forma espontânea nos bailes funk da periferia da cidade do Rio de Janeiro ainda neste século, uma mistura de vários passos de funk, hip hop, break, kuduro, popping, samba, forró, frevo e ritmos do recôncavo baiano.

A coreografia de Henrique Rodovalho apresenta um grande baile, um momento em que todo o elenco se reúne e traz suas histórias e desejos, estabelecendo um grande (re)encontro da dança com sensações de liberdade e “empoderamento” nos movimentos e coreografias, uma quase brincadeira de vontades e desejos. Um momento positivo e leve onde a dança se expressa na sua totalidade e joga luz sobre as peculiaridades de cada um dos bailarinos.

Integrando o programa que será apresentado no auditório, estão os espetáculos MUYRAKYTÃ, apresentado em fevereiro no Theatro Municipal como parte das comemorações do centenário da semana de 1922, e o inédito Kadá, com coreografia de Alessandro Sousa Pereira.

Em MUYRAKYTÃ, com coreografia de Allan Falieri, bailarinos e equipe do Balé da Cidade de São Paulo se lançam na busca por respostas com crítica, liberdade, saltos, saudações, vibrações, música e poesia. Nela, os corpos desejados são como um talismã. Sedução e ginga dão a tônica a corpos paridos na respiração da cuíca, no grito agudo da corda que puxa um e que chama outra. Palavras (im)põem ritmo, movimentam e renovam pensamentos e corpos, trazendo outras existências para integrar a cena e renascerem ao som dos batuques. A rima da infância comove e move: “Como poderei viver? Como poderei viver?”, fazendo emergir cura e resistência e transformando o que antes era um balé solitário em uma marcha coletiva. 

Com coreografia de Alessandro Sousa Pereira, a inédita KADÁ encerra as apresentações do Balé da Cidade na Semana Paulista de Dança. O título da obra é, entre tantas coisas, uma tentativa de controle comum da sociedade.  É o cada, o todo, o quando, o tempo. É uma intersecção entre as metas e objetivos em comum de um grupo. Espaço onde os limites são desenhados e não só impõem comportamentos, mas também estabelecem expectativas.  Além de tentar romper com o sistema em que estamos inevitavelmente envolvidos, a obra convida o espectador a questionar: Qual Kadá você está esperando hoje?

SERVIÇO
Semana Paulista de Dança
Auditório Klabin – MASP
27 de agosto de 2022
Sábado, às 14h e 20h
Classificação Livre
Ingressos gratuitos; devem ser retirados duas horas antes de cada espetáculo na bilheteria do MASP.

Programa 1 – Vão Livre – 15h30

Isso dá um Baile (Solos) de Henrique Rodovalho – 20 min.

Programa 2 – Auditório MASP Klabin – 20h

Muyrakytã de Allan Falieri – 30 min.

Intervalo – 15 min.

Kadá de Alessandro Sousa Pereira – Aprox. 26 min.

ISSO DÁ UM BAILE!

Coreografia e Desenho de Luz: Henrique Rodovalho

Trilha Sonora: Heavy Baile, Leo Justi  & Theo Zagrae

Vídeo: Cauã Csik 

Produção Executiva do Vídeo: MangoLab

Figurino: Cássio Brasil

Consultoria de Movimento: Celly I.D.D, Jonathan Neguebites

Ensaiadoras: Roberta Botta, Carolina Franco

Número de Intérpretes: 10

Duração: Aprox. 20 minutos

Intérpretes-Criadores

Solos

Ana Beatriz Nunes, Ariany Dâmaso, Bruno Gregório, Grécia Catarina, Isabela Maylart, Jessica

Fadul, Leonardo Silveira, Luiz Crepaldi, Luiz Oliveira, Marcel Anselmé

MUYRAKYTÃ

Concepção e Coreografia: Allan Falieri

Música Original: Beto Villares e Mbé

Direção Musical: Beto Villares e Allan Falieri

Participação Especial: Dona Onete

Poesia: Ryane Leão

Colaboradores: Paulinho Bicolor e Érico Theobaldo

Dramaturgia: Fabiana Nunes

Figurino: Alexandre dos Anjos

Desenho de Luz: André Boll

Preparação de elenco: Preta Kiran, Irupé Sarmiento

Ensaiadoras: Carolina Franco, Roberta Botta

Elenco 

Ana Beatriz Nunes, Antônio Adílson Junior, Bruno Rodrigues, Carolina Martinelli, Érika Ishimaru, Fabiana Ikehara, Fábio Pinheiro, Harry Gavlar, Leonardo Muniz, Manuel Gomes, Marcel Anselmé, Marina Giunti, Marisa Bucoff, Victor Hugo Villa Nova, Victória Oggiam, Uátila Coutinho

Kadá

Estreia Mundial

Concepção, Coreografia e Figurino: Alessandro Sousa Pereira

Trilha Sonora: Ceeys, Alessandro Sousa Pereira, Mikkel Konyher

Desenho de Luz: Alessandro Sousa Pereira e Sueli Matsuzaki

Ensaiadoras: Carolina Franco, Roberta Botta

Número de Intérpretes: 15

Duração: Aprox. 26 minutos

Elenco

Alyne Mach, Bruno Gregório, Cléber Fantinatti, Erika Ishimaru, Fabio Pinheiro, Grécia Catarina,

Harry Gavlar, Leonardo Hoehne Polato, Leonardo Silveira, Luiz Oliveira, Rebeca Ferreira, Renata

Bardazzi, Renée Weinstrof, Uátila Coutinho, Victor Hugo Vila Nova

SOBRE O COMPLEXO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

O Theatro Municipal de São Paulo é um equipamento da Prefeitura da Cidade de São Paulo ligado à Secretaria Municipal de Cultura e à Fundação Theatro Municipal de São Paulo.

O edifício do Theatro Municipal de São Paulo, assinado pelo escritório Ramos de Azevedo em colaboração com os italianos Claudio Rossi e Domiziano Rossi, foi inaugurado em 12 de setembro de 1911. Trata-se de um edifício histórico, patrimônio tombado, intrinsecamente ligado ao aperfeiçoamento da música, da dança e da ópera no Brasil. O Theatro Municipal de São Paulo abrange um importante patrimônio arquitetônico, corpos artísticos permanentes e é vocacionado à ópera, à música sinfônica orquestral e coral, à dança contemporânea e aberto a múltiplas linguagens conectadas com o mundo atual (teatro, cinema, literatura, música contemporânea, moda, música popular, outras linguagens do corpo, dentre outras). Oferece diversidade de programação e busca atrair um público variado.

Além do edifício do Theatro, o Complexo Theatro Municipal também conta com o edifício da Praça das Artes, concebido para ser sede dos Corpos Artísticos e da Escola de Dança e da Escola Municipal de Música de São Paulo.

Sua concepção teve como premissa desenhar uma área que abraçasse o antigo prédio tombado do Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e que constituísse um edifício moderno e uma praça aberta ao público que circula na área.

Inaugurado em dezembro de 2012 em uma área de 29 mil m², o projeto vencedor dos prêmios APCA e ICON AWARDS é resultado da parceria do arquiteto Marcos Cartum (Núcleo de Projetos de Equipamentos Culturais da Secretaria da Cultura) com o escritório paulistano Brasil Arquitetura, de Francisco Fanucci e Marcelo Ferraz.

SOBRE A SUSTENIDOS

A Sustenidos é a organização responsável pela gestão do Conservatório Dramático e Musical de Tatuí e do Theatro Municipal de São Paulo, dos programas Musicou, Som na Estrada, e MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange); e pelos festivais Ethno Brazil e Imagine. Foi responsável pela gestão do Projeto Guri, programa de ensino musical, no litoral e no interior do Estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA, de 2004 a 2021. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos, eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir no site da Sustenidos.

Patrocinadores do Complexo Theatro Municipal de São Paulo – Sustenidos: Nubank, Bradesco e Visa.

Quem apoia nossos projetos: Nubank, Visa, Bradesco, CTG Brasil, CCR, Sabesp, Grupo Maringá, SulAmérica, Microsoft, Bayer, CSN, Novelis, Blau, Cipatex, Eixo SP, Rodovias do Tiête, Faber-Castell, WestRock, SKY, BTP, CNH Industrial, Supermercados Tauste e Castelo Alimentos.

Patrocinador do projeto Municipal Circula: Nubank.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Generated by Feedzy