Ao Vivo
Programas
Cobertura
Jornalismo
Programação
Institucional
Comercial
Notícias
Ao Vivo
Programas
Cobertura
Programação
Institucional
Comercial
Notícias
Ao Vivo


REDE BRASIL > Notícias do Cartão de Visita News > Aumento na conta de luz eleva em 53% o uso de energia solar em telhados este ano no País
 
Aumento na conta de luz eleva em 53% o uso de energia solar em telhados este ano no País
Publicado em 25/11/2021
por Cartão de Visita News


Levantamento do Portal Solar Franquias destaca a aceleração do ritmo de crescimento da geração própria de energia e aponta perspectivas positivas para 2022, apesar dos desafios para oferta de equipamentos

O aumento na conta de luz dos brasileiros tem impulsionado a geração própria de energia solar em telhados, fachadas e pequenos terrenos no País. Segundo mapeamento do Portal Solar Franquias, a potência instalada nos sistemas dos consumidores saltou de 4,7 gigawatts acumulados em janeiro deste ano para 7,3 gigawatts até o início de novembro, um crescimento de 53% no período. 

Foto: Divulgação

De acordo com a análise do Portal Solar, baseada em dados da ABSOLAR e da Aneel, o mercado de energia solar tem se mostrado cada vez mais resiliente diante dos desafios impostos pela pandemia de Covid-19. Enquanto muitos setores perderam receita nos últimos 18 meses, quem estava no segmento solar viu as suas vendas aumentarem nesse período.
 
“A evolução desse mercado confirma que cada vez mais os consumidores brasileiros tomam consciência da necessidade de buscar soluções sustentáveis para enfrentar as elevadas tarifas de energia elétrica e as mudanças climáticas”, explica o CEO do Portal Solar, Rodolfo Meyer.
 
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as tarifas de energia elétrica acumulam alta de 30% nos últimos 12 meses no Brasil. Somente em 2021, a alta é de 25%, muito em função da crise hídrica.
 
A expectativa é de mais reajustes no próximo ano, isso porque o uso intensivo de termelétricas fósseis já gerou uma conta de mais de R$ 5 bilhões para os consumidores pagarem em 2022.
 
Até agosto, a conta total de encargos (soma de todos os itens) a ser repassada nas tarifas do próximo ano se aproxima dos R$ 10 bilhões, de acordo com levantamento do Portal Solar Franquias, com base em dados preliminares da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Há ainda a possibilidade de contratação de um novo empréstimo de R$ 15 bilhões para poder arcar com todos os custos da geração de energia.
 
“A tecnologia solar fotovoltaica oferece aos consumidores a oportunidade de contribuir com a redução dos gases poluentes causadores das mudanças climáticas e transforma uma despesa com a conta de luz em um investimento com retorno em 5 anos”, afirma Meyer. “Após esse período, a energia se torna praticamente de graça”, completou.
 
Em vários casos, o cliente nem precisa desembolsar recursos próprios. Atualmente, diversos bancos oferecem linhas de financiamento para sistemas fotovoltaicos. Por exemplo, um cliente que gasta R$ 350,00 mensais com energia elétrica pode, em alguns casos, contratar um financiamento para custear a instalação de um gerador solar que fique próximo ao valor da fatura de energia. Após 5 anos, esse mesmo cliente pagará apenas a taxa mínima, que suponhamos que seja R$ 50,00 mensais. Nos 20 anos seguintes, a economia mensal de R$ 300,00 resultará em uma poupança de R$ 72 mil ao final desse período.
 
Para 2022, a projeção é de uma aceleração ainda maior em razão da continuidade do encarecimento das tarifas de energia. Também o mercado solar também deve ser impulsionado por questões regulatórias. Até o final deste ano, a expectativa é que o marco legal da GD (PL 5829/19) seja aprovado pelo governo, trazendo previsibilidade e segurança jurídica para o mercado.
 
“Estamos em um ritmo de crescimento acelerado mesmo com as adversidades do cenário econômico nacional. Para 2022, nem mesmo a elevação dos preços dos equipamentos deverá parar a energia solar no Brasil”, afirmou Meyer.
 
Negócios em alta

Apaixonado pelo tema da energia solar, o professor de física Jeyson Sousa do Carmo e seu sócio, o chefe de cozinha Cícero Disny, já faturaram R$ 70 mil desde que se tornaram franqueados do Portal Solar em julho de 2021. Com o bom desempenho do negócio em Fortaleza (CE), os planos de expansão para outras cidades deverão demandar mais R$ 200 mil em novos investimentos.
 
Carmo conta que sempre abordou a tecnologia solar em suas aulas durante os seus 21 anos como professor de física. Ao encerrar o contrato com a instituição de ensino, utilizou seus recursos para a aquisição da franquia.
 
“Fizemos uma pesquisa via internet sobre as franquias que atuam no mercado. Depois, escolhemos três utilizando como critério a quantidade de clientes satisfeitos e/ou insatisfeitos. Por fim, entramos em contato pessoalmente com os consultores de cada uma delas. Foi assim que a Portal Solar nos cativou pelo tempo de resposta e pelo know-how do parceiro Banco BV”, disse.
 
O Portal Solar já conta com 82 franquias vendidas em 6 meses como franqueadora e prevê chegar a 100 unidades em 2021.
 
Segundo o professor e agora empresário, a pandemia abriu os meus olhos para a necessidade de estar mais integrado a minha família e assim partir para um negócio em que eu pudesse sempre estar presente. “Mesmo quando professor, trabalhando praticamente nos três turnos, eu sabia que um dia iria partir para o meu próprio negócio, porém o momento pandêmico acelerou o processo.”

 






ENTRETENIMENTO

SHURATO NA REDE BRASIL DE TELEVISÃO
AS AVENTURAS DE ZORRO
PERDIDOS NO ESPAÇO
A FEITICEIRA NA SESSÃO COR DE ROSA
AS PANTERAS NA SESSÃO SÉRIES DE OURO
MASH SÉRIE DE MAIOR AUDIÊNCIA DA TV AMERICANA
MULHER MARAVILHA TODAS AS SEGUNDAS 23HS

FIQUE POR DENTRO

VOCÊ ASSISTE CHAPARRAL AQUI NA RBTV
FINDI QUIZ DE 02 A 05 DE DEZEMBRO
SÁBADO TEM ENCONTRO COM A LUCIMARA PARISI
TODA SEXTA TEM "MORTAL KOMBAT" NA RBTV
JORNAL RB NOTÍCIAS A PARTIR DAS 16H30
TARDE TOP AQUI NA RBTV
EM REVISTA DEBATE SOBRE O ABORTO NO BRASIL



Todo conteúdo criado e reservado pela Rede Brasil®